Postagens

O SUCESSO NÃO É A CHAVE PARA A FELICIDADE,MAS A FELICIDADE É A CHAVE PARA O SUCESSO

Imagem
“O sucesso não é chave para a felicidade mas a felicidade é chave para o sucesso”Falar em Albert Schweitzer (1875 – 1965) é sinônimo de reverência à vida. Me arrisco a afirmar que ele foi uma alma sempre pronta para produzir. A busca pela sua felicidade e realização foram a chave do seu sucesso. Com 30 anos, na Alemanha, gozava de uma reputação famosa como teólogo e músico. Exímio construtor de órgãos, tinha especial predileção pelas obras de Bach. Com beleza e sensibilidade à flor da pele, e sempre pronto para conquistar mais, formou-se médico e partiu com sua esposa pra a África, no município Lambaréné no Gabão. Se hoje em dia médicos que vão à África para colaborar em causas humanitárias se deparam com os cenários mais hostis e impróprios de trabalho, imaginem ele em 1913, improvisando consultório num antigo galinheiro e atendendo cerca de 40 pacientes por dia. Pergunto: Você conseguiria? Teria essa disposição? Essa paixão, amor e força de vontade? É no mínimo louvável. No período da…

O QUE É FELICIDADE INTERNA BRUTA (FIB) ?

Imagem
O QUE É FIB?

FELICIDADE INTERNA BRUTA (FIB) é um indicador sistêmico desenvolvido no Butão, um pequeno país do Himalaia. O conceito nasceu em 1972, elaborado pelo rei butanês Jigme Singya Wangchuck. Desde então, o reino de Butão, com o apoio do PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), começou a colocar esse conceito em prática, e atraiu a atenção do resto do mundo com sua nova fórmula para medir o progresso de uma comunidade ou nação. Assim, o cálculo da “riqueza” deve considerar outros aspectos além do desenvolvimento econômico, como a conservação do meio ambiente e a qualidade da vida das pessoas.              FIB é baseado na premissa de que o objetivo principal de uma sociedade não deveria ser somente o crescimento econômico, mas a integração do desenvolvimento material com o psicológico, o cultural e o espiritual – sempre em harmonia com a Terra. 
   As nove dimensões do FIB são: 
1)BEM-ESTAR PSICOLÓGICO Avalia o grau de satisfação e de otimismo que cada indivíduo tem…

CONHEÇA O BUTÃO,PAÍS EM QUE A PROSPERIDADE É MEDIDA PELA FIB - A FELICIDADE INTERNA BRUTA

Imagem
Conheça o Butão, país em que a prosperidade é medida pela FIB – a Felicidade Interna Bruta Apesar de muito pobre, o país encravado nos Himalaias tem um dos povos mais felizes do mundo. Fora das rotas turísticas tradicionais, é um destino cheio de espiritualidade e cores no sul da Ásia


Uma das principais atrações do país é o Tiger’s Nest, templo encarapitado em uma montanhaValderez Anzanello / Arquivo Pessoal
Por Valderez Anzanello, especial* O Butão é um pequenino reino no sul da Ásia, entre os gigantes China e Índia, encravado entre as montanhas dos Himalaias e ainda muito distante das rotas turísticas. Foi neste exótico e desconhecido lugar que chegamos em outubro de 2015, desembarcando em Paro, a porta de entrada. Nesta cidade, está o único aeroporto do país – e que aeroporto! As altas montanhas e a pista curta exigem toda a perícia dos pilotos. Poucos estão habilitados a fazer essa rota, que é tão perigosa como espetacular. Vale ressaltar que é na Cordilheira dos Himalaias que se encon…

OS 15 PRINCÍPIOS DE MARIA MONTESSSORI PARA EDUCAR CRIANÇAS FELIZES

Imagem
Os 15 princípios de Maria Montessori para educar crianças felizes
“Ajude-me a agir por mim mesmo” Maria Montessori
Como sempre acontece na educação, existem partidários fiéis e detratores da pedagogia de Maria Montessori. Muitos afirmam que a educação, como está estruturada hoje, não vê como viável a metodologia da famosa educadora italiana do século XIX e início do século XX.
Para ela, a escola não é apenas um espaço para um professor transmitir conhecimentos de forma direta. Maria Montessori argumentou que a criança irá desenvolver suas próprias habilidades, de uma forma mais livre, a partir de materiais de ensino especializhttps://amenteemaravilhosa.com.br/principios-maria-montessori-educar-criancas-felizes/ados. As salas de aula teriam alunos de diferentes idades, onde as próprias crianças seriam livres para escolher o material com o qual querem trabalhar e expandir suas habilidades de forma mais independente. Eles próprios definiriam seus ritmos de aprendizagem de acordo com suas par…